Ministra pede a STF que detentas tenham mesmo tratamento dado a mulher de Cabral

0
38

REPÓRTER NBR – 31.03.17: O Ministério dos Direitos Humanos pede apoio do judiciário para que todas as mulheres presas, gestantes ou com filhos de até 12 anos, possam cumprir prisão domiciliar. O pedido se baseia numa decisão do Superior Tribunal de Justiça, que concedeu o benefício à Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.