Itália: 18 anos de prisão pela morte de 700 migrantes no Mediterrâneo

0
91

O ministério público italiano pediu 18 e 6 anos de prisão para os alegados responsáveis do pior naufrágio de uma embarcação de migrantes no Mediterrâneo, em Abril do ano passado.

Julgados desde Janeiro, por um tribunal da Catania, na Sicília, o tunisino Mohammed Ali Malek e o sírio Mahmoud Bikhit, são acusados de homicídio involuntário, naufrágio e assistência à imigração clandestina.

O advogado de defesa de Malek, Massimo Ferrante, espera agora apresentar os seus argumentos em Outubro, quando…
LEIA MAIS: http://pt.euronews.com/2016/05/17/italia-18-anos-de-prisao-pela-morte-de-700-migrantes-no-mediterraneo

euronews: o canal de notícias mais visto na Europa
Subscreva! http://www.youtube.com/subscription_center?add_user=euronewspt

euronews está disponível em 13 línguas: https://www.youtube.com/user/euronewsnetwork/channels
Em português:
Site: http://pt.euronews.com
Facebook: https://www.facebook.com/euronews
Twitter: http://twitter.com/euronewspt